quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Recursos de Apoio ao Ensino da Rede de Bibliotecas de Oeiras

Numa articulação entre as Bibliotecas Municipais e as Bibliotecas Escolares do concelho de Oeiras, foram identificados títulos, em diversos suportes, com a finalidade de apoiar o trabalho dos docentes na recomendação de leitura em diferentes disciplinas do ensino básico ao secundário.
Ao selecionar um conjunto de recursos documentais atualizados e em correspondência com as necessidades do currículo, pretende-se essencialmente dar a conhecer recursos impressos ou digitais e promover a sua utilização por parte dos alunos, ao mesmo tempo que se procura otimizar as coleções disponíveis quer nas Bibliotecas Municipais como Escolares.
É um trabalho em construção e que requer uma seleção e enriquecimento contínuo, partindo quer de documentos relacionados com os conteúdos programáticos como também de caráter mais generalista. Neste sentido, contamos com mais sugestões ou contributos de aquisição, tanto de livros, filmes, música ou páginas web, todos serão bem-vindos.
Lista de títulos disponíveis no Catálogo das Bibliotecas Municipais de Oeiras:
Ensino Básico
Apoio ao Ensino Básico - Artes (Pré-escolar e 1º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Artes (2º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Artes (3º Ciclo)

Apoio ao Ensino Básico - Ciências Naturais (2º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Ciências Naturais (3º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Educação para a Cidadania (Pré-escolar e 1º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Educação para a Cidadania (2º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Educação para a Cidadania (3º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Estudo do Meio (Pré-escolar e 1º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Física e Química (3º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - História (2º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - História (3º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Línguas Estrangeiras: Inglês (2º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Matemática (2º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Matemática (3º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Português (2º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Português (3º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Português/Inglês (Pré-escolar e 1º Ciclo)
Apoio ao Ensino Básico - Tecnologias/Aplicações Informáticas (2º Ciclo)
Ensino Secundário

A partir da recolha inicial pretende-se motivar para a consulta e leitura de recursos de apoio ao estudo em torno de diferentes temas e conteúdos.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

As nossas sugestões de leituras




Livros










O violino de Auschwitz


Filmes & séries










Música










quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

As nossas sugestões de leitura para o frio

Venha conhecer as sugestões de leitura da Biblioteca Municipal de Carnaxide para o frio!





segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Encerramento

Informamos os Srs Utilizadores de que as Bibliotecas Municipais de Oeiras estarão encerradas ao público nos seguintes dias:
** Natal - 23, 24, 25 e 26 de Dezembro
** Ano Novo - 30, 31 Dezembro e 1 de Janeiro

Agradecemos a sua compreensão.
Desejos de Feliz Natal e Excelente Ano Novo!

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Livros Proibidos, Ciclo de Conversas - O Assalto ao Santa Maria, de Henrique Galvão. Com Camilo Mortágua

Logo mais à noite, às 21H30, no Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras, terá lugar a última sessão do 3º Ciclo do projeto Livros Proibidos dedicado a este célebre acontecimento, que, na época, teve uma cobertura mediática internacional e que, muito embora tenha sido um golpe falhado, cumpriria um objetivo importante ao chamar a atenção para a ditadura Salazarista do Portugal do Estado Novo e contribuiria para iniciar a revolta e organização e movimentos que conduziriam à guerra colonial e ao início da independência dos territórios do Portugal colonizador. Fecha-se, por isso, esta série, com um acontecimento e episódio incontornável da história mais recente de Portugal. com Camilo Mortágua, um dos protagonistas deste assalto e moderação de Maria Flor Pedroso.



Consultar guião aqui
O projeto retoma em Fevereiro de 2017, e vai dedicar o 4º Ciclo a um tema que está na ordem do dia, objeto de censura e de um olhar inquisidor ao longo de séculos e em relação ao qual houve, nos últimos tempos,  um salto legislativo, cultural e social significativo. Falamos de Corpo e Identidades. Na primeira sessão, a 15 de Fevereiro, abordaremos o sempre paradigmático Segundo Sexo, de Simone de Beauvoir, e convidámos a Isabel Moreira a comentar este livro, desafio que aceitou. A moderação será de Ricardo Costa.


Inf
214406330








segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Inquérito de Avaliação da Qualidade dos Serviços


sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Apresentação do livro e palestra sobre Mazdaísmo de


segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Grupos de Leitores das Bibliotecas Municipais de Oeiras

Em Dezembro, os Grupos de Leitores estão de regresso às Bibliotecas Municipais de Oeiras para retomar as suas conversas sobre livros, autores, personagens, histórias e leituras.



Este mês estamos a ler:


 








Biblioteca Municipal de Algés
Helena Vasconcelos - "Não Há Tantos Homens Ricos como Mulheres Bonitas Que os Mereçam"













Biblioteca Municipal de Carnaxide
Deepak Chopra - "A luz e a sombra"















Biblioteca Municipal de Oeiras
Nuno Costa Santos - "Céu nublado com boas abertas"


quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Se eu fosse um livro, diálogo entre leitores e escritores, última sessão, dia 12 de Dezembro, segunda, 21H30, Biblioteca Municipal de Oeiras

Se eu fosse um livro – Diálogo entre leitores e escritores
Dia 12 de Dezembro, 21H30
Biblioteca Municipal de Oeiras
Cláudia Marques Santos convida Valério Romão
Moderador: Pedro Lamares
Na última sessão da 1ª edição do projeto Se eu fosse um livro, teremos como leitora a jornalista Cláudia Marques Santos. É jornalista freelancer a trabalhar na área da cultura há 16 anos. Tem artigos publicados na imprensa, em revistas e jornais, e em televisão, tem mantido uma colaboração assídua com a produtora de subfilmes, tem um vasto know how editorial em magazines semanais de cultura.
Cláudia Marques Santos é uma apaixonada por literatura, território que conhece bem pelas inúmeras entrevistas que já realizou e pelos escritores que tem lido e que a tem lido…  Convidou como seu interlocutor o escritor Valério Romão, autor de títulos como Facas, Medo em seis andamentos ou Autismo, entre outros.
A moderação é de Pedro Lamares.
BMO, Tel. 21.440.63.30


Livros Proibidos, Ciclo de Conversas. Sessão de dia 23 de Novembro











No passado dia 23 de Novembro, o projeto Livros Proibidos recebeu D. Januário Torgal para falar sobre A Criação do Mundo de Miguel Torga. Uma sessão animada em que tivemos oportunidade de partilhar a visão e leitura do nosso convidado sobre este autor maior da literatura portuguesa. Uma oportunidade para revisitar alguns dos lugares que desempenharam um papel fundamental na construção da sua identidade, como pessoa e escritor. Era médico de profissão e poeta de vocação. Foi dos autores mais fustigados pelo lápis azul dos censores do Estado Novo, por ser um grande humanista, defensor convicto dos valores da liberdade! Obrigatório...
Consultar o Guião aqui

Próxima Sessão
14 Dez, quarta-feira, 21H30
Assalto ao Santa Maria
De Henrique Galvão
Com Camilo Mortágua
Moderador: Maria Flor Pedroso

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Conversas na Aldeia Global: Comunicação social e entendimento global, por Júlia Pinheiro e António Mateus

Na quarta-feira, 7 de dezembro, o ciclo de Conversas na Aldeia Global de 2016 termina com um painel de excelência. Convidamos a apresentadora televisiva Júlia Pinheiro e o jornalista António Mateus para uma reflexão sobre os contributos dos canais de comunicação social na promoção do diálogo, da reconciliação e da compreensão internacional.
A existência de órgãos noticiosos livres e responsáveis é essencial para a democratização da sociedade e pluralismo da expressão de opiniões. Na atual sociedade de informação e conhecimento, os meios de comunicação promovem a fusão perfeita entre informação e entretenimento, nomeadamente, através do espetáculo televisivo, abordam os domínios da economia, da política e da cultura, e influenciam o quotidiano. Desta feita, os órgãos de comunicação são determinantes na promoção dos direitos humanos e no reforço da paz.
António Mateus, escritor e jornalista, foi repórter e correspondente da agência de notícias portuguesa LUSA e da cadeia de televisão estatal, RTP, em Moçambique e Joanesburgo desde 1986. Acompanhou Nelson Mandela durante uma década (desde a libertação deste até à sua retirada da vida pública). Nos anos em que esteve destacado na África Austral, cobriu diariamente os desenvolvimentos das guerras civis em Angola e Moçambique e respetivos processos de paz, as negociações para a retirada cubana de Angola, independência da Namíbia e o fim do apartheid na África do Sul. Ainda, como correspondente na África do Sul, entrevistou dezenas de personalidades mundiais, como os Prémios Nobel da Paz Nelson Mandela, Desmond Tutu e Frederik de Klerk, Ahmed Kathrada e Graça Machel. Foi o primeiro conselheiro de comunicação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e é atualmente coordenador e apresentador do programa Olhar o Mundo, na RTP. Publicou o primeiro livro para jovens leitores sobre o grande estadista e prémio Nobel da Paz: “Mandela, o Rebelde Exemplar", também "Mandela: a construção de um homem" e, mais recentemente, "Angola – O Regresso do Fim do Mundo".


Júlia Pinheiro, apresentadora de televisão, iniciou a sua carreira na Radiotelevisão Portuguesa. Em 1992, ingressou na SIC. Entre outros programas, apresentou a "Praça Pública" (1992-1996), a polémica "Noite da Má Língua" (1994-1997) e a "SIC 10 Horas" (1999-2001). Entretanto, em setembro de 2001 passou a apresentar as "Noites Marcianas". Posteriormente, já na TVI, onde exerceu as funções de subdiretora de Programação, deu vida ao programa "Eu Confesso" (2003) e foi a apresentadora carismática do programa de entretimento - reality show "Quinta das Celebridades" (2004 e 2005) e da “Secret Story - Casa dos Segredos” (1ª edição, 2010). Em Janeiro de 2011 regressou à SIC para assumir o cargo de Diretora de Formatação de Conteúdos e onde se estreou com o programa diário Querida Júlia (2011-2014). Atualmente divide o programa Queridas Manhãs (2014) com João Paulo Rodrigues. Paralelamente à atividade de apresentadora, Júlia Pinheiro tem vários livros escritos sendo “Não sei nada sobre o amor” (2009, Esfera dos Livros) o seu primeiro romance. O livro "O Que Diz... Júlia" (2001, Texto Editores), uma compilação das suas crónicas na revista Máxima. O mais recente livro é Um “Castigo Exemplar” (2015, Esfera dos Livros). Leciona no curso de pós-graduação em Televisão da Universidade Autónoma de Lisboa e lançou este ano a revista digital: www.julia.PT.
Contamos consigo!

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

As nossas sugestões de leituras


Livros









Filmes & séries







Música













sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Apresentação de livro "André Brun" na Biblioteca Municipal de Oeiras





No próximo dia 19 de novembro José Lança-Coelho e Miguel Real apresentam alguns textos e anedotas sobre a Grande Guerra de 1914-1918. Quando se comemora o centenário da Primeira Grande Guerra fique a conhecer este autor português esquecido que nos deixou um dos melhores registos sobre a participação portuguesa neste conflito. 

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

E se os Muros Falassem? por José Milhazes

Hoje, 10 de novembro (QUI), um dia depois de conhecido o novo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o jornalista José Milhazes propõe-se refletir sobre como se caracterizam os tempos atuais na Rússia e na Europa.


Que mais muros irão ser construídos? Será possível começar a demolição dos já existentes? Como se irão desenvolver as relações entre Estados Unidos e Rússia? Qual o papel da União Europeia?


Esta e outras questão vão estar em debate logo à noite, pelas 21h30, no Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras. Moderação de Vasco Trigo.

Contamos consigo!

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

As cores do Outono na Biblioteca Municipal de Carnaxide


Os tons quentes de outono tomam conta da Biblioteca de Carnaxide.
Venha conhecer as nossas propostas.


quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Fer0m0nas será o apresentador do Oeiras Internet Challenge - edição escolas

A final do Oeiras Internet Challenge - Edição Escolas estará a cargo de Fer0m0nas (Miguel Campos), um dos maiores Youtubers portugueses! 
Clica aqui para conheceres o seu canal!

Como já deves imaginar, esperamos um ambiente descontraído e bem animado!




segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Game Day no Oeiras Internet Challenge



Se pensas que no dia 26 de novembro só terás a fase final do Oeiras Internet Challenge.... estás bem enganado!
Neste dia terás mais! Mesmo Muito MAIS!!

Num espírito de convívio e de competição, o GAME DAY dará a todos os visitantes da Biblioteca Municipal de Oeiras a hipótese de usufruírem da interactividade das consolas Nintendo Wii, da tecnologia “Next Generation” da Xbox One e Kinect, da sempre dinâmica Playstation 4, ou ainda mostrarem a sua destreza ao volante de simuladores de corridas!


sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Oeiras Internet Challenge 2016 - edição escolas


O Oeiras Internet Challenge, projeto do Município de Oeiras promovido através das Bibliotecas Municipais, consiste num torneio em torno da pesquisa, avaliação e seleção de informação na Internet, que junta a investigação com a componente lúdica. Com um modelo devidamente testado, carateriza-se por ter uma abordagem inovadora ao nível dos projetos assentes na Internet e vocacionados para o público escolar.

Destinado aos alunos do 3º Ciclo e do Ensino Secundário do concelho de Oeiras, no sentido de estreitar a cooperação com a rede escolar concelhia e alertar a comunidade escolar para a temática da literacia da informação e digital, tem como objetivo desenvolver as competências de pesquisa, seleção e avaliação de fontes de informação online.
 
Num modelo de torneio entre os agrupamentos de escolas de Oeiras pretende-se criar uma dinâmica de trabalho aproveitando as valências das Bibliotecas Escolares.
 
Tendo como base a pesquisa e seleção de informação na web, articula investigação e componente lúdica, proporcionando aos participantes horas de animação ao mesmo tempo que lhes dá oportunidade de aprender com o potencial das tecnologias.


quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Memórias de Oeiras




O «Memórias de Oeiras» é um repositório cooperativo que proporciona o acesso a conteúdos e recursos digitais das bibliotecas, arquivos, centros de documentação, galerias, museus e monumentos relacionados com o concelho de Oeiras e o seu património histórico material e imaterial.
 
É uma plataforma pioneira na tentativa de potenciar a memória histórica e patrimonial que une Oeiras ao longo de 255 anos, possibilitando a consulta por estudantes, investigadores, professores, escolas e público em geral.
 
O acesso é aberto à colaboração de instituições dedicadas à recolha, preservação e divulgação da história e cultura local e pretende incorporar espólios similares ou complementares que sejam localizados tanto nos serviços culturais da Câmara Municipal de Oeiras, como através de entidades externas, como seja, proveniente de bibliotecas especializadas, universitárias ou escolares, associações, instituições da sociedade civil ou entre a população.
Indo para além de um motor de busca, disponibiliza diversos caminhos para uma pesquisa e exploração uniforme de coleções de diferentes suportes, incluindo a navegação por Pessoas, Exposições, Percursos e Coleções.


#openaccess #cienciaaberta

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Histórias de Vida nas Bibliotecas Municipais de Oeiras



Preservar e revitalizar a memória coletiva e o conhecimento da história local, são os principais objetivos do projeto Histórias de Vida, desenvolvido pelas Bibliotecas Municipais de Oeiras, que se estreou com uma experiência piloto em Algés.

O património destas histórias e memórias partilhadas, que esperamos possam ser inspiradoras para todos aqueles que por aqui passarem, fica disponível online com uma nova vida, neste website e também na versão digital do livro aqui disponibilizada.

Venha descobrir uma seleção de histórias e memórias da comunidade, contadas na primeira pessoa!

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Lançamento do website Ciência Aberta

No âmbito da Semana Internacional do Acesso Aberto, é disponibilizada publicamente a página Ciência Aberta http://www.ciencia-aberta.pt reúne informação, iniciativas e conteúdos formativos.

Tem como público-alvo todos os agentes envolvidos no sistema científico nacional e a sociedade em geral. Na lógica dos princípios da Ciência Aberta este é um projeto colaborativo, em desenvolvimento, feito para a comunidade e com a comunidade.

O Governo e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior definiram como prioridade o compromisso da ciência com os princípios e práticas da Ciência Aberta, estando empenhados na elaboração e implementação de uma Política Nacional de Ciência Aberta assente no enunciado de que o Conhecimento é de Todos e para Todos.

#openaccess #cienciaaberta

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Conversas na Aldeia Global: E se os Muros Falassem? por José Milhazes


No mês em que se assinala o período histórico da Revolução Russa, as Conversas na Aldeia Global contam com o jornalista e historiador português José Milhazes.
A longa permanência na União Soviética e, depois, na Rússia, permitiu-lhe assistir e participar num dos períodos mais conturbados do séc. XX: a queda da "cortina de ferro" e a formação de novos Estados no Leste da Europa. Neste sentido,  numa data em que já serão conhecidos os resultados das eleições presidenciais nos Estados Unidos, vem debater as questões que caracterizam os tempos atuais na Rússia e na Europa, bem como as relações entre Moscovo e Washington, as situações de conflito que marcam a atuação em sociedade e refletir sobre a forma de chegar a soluções justas e pacíficas que contribuam para o entendimento entre culturas.
José Milhazes é licenciado em História da Rússia pela Universidade Estatal de Moscovo (Lomonossov) em 1984 e doutorado pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto em 2008. Entre 1989 e 2015, trabalhou como correspondente de vários órgãos de informação nacionais e internacionais na Rússia e na Comunidade dos Estados Independentes. Autor de numerosos artigos e livros sobre as relações entre Portugal e a Rússia, sobre a política da URSS nas ex-colónias portuguesas de África e sobre as relações entre o Partido Comunista Português e o Partido Comunista da União Soviética. Lecionou em várias universidades russas e portuguesas. Atualmente, é comentador de assuntos internacionais da SIC e RDP e responsável pelo blogue Da Rússia. Cavaleiro da Ordem de Santa Maria (Estónia) e Comendador da Ordem do Mérito (Portugal). Entre outras obras publicadas, editou recentemente "A Mensagem de Fátima na União Soviética-Rússia".

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Conferência "Livros Proibidos" com José Vilhena e Abel Manta




Hoje, às 21H30, no Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras, terá lugar a 7ª sessão do projeto Livros Proibidos. Os autores em análise serão José Vilhena e Abel Manta.
José Vilhena foi escritor, cartoonista e pintor. Um grande sátiro da condição portuguesa, em ditadura e liberdade. Desde a década de 1950 que se dedicou a satirizar, sem poupar ninguém, dos poderosos ao povo oprimido, a realidade política e social do país em que nasceu. Antes da Revolução de Abril viveu com a censura à perna de forma quase ininterrupta, ou não tivesse assinado quase seis dezenas de livros, todos censurados!
Abel Manta foi arquiteto, pintor, ilustrador e cartoonista. Foi um dos maiores cartoonistas portugueses da década de 1960 e 1970. Nos anos anteriores e posteriores ao 25 de Abril publicou regularmente, em jornais de grande tiragem, trabalhos emblemáticos da situação político-social portuguesa. Nesse período de transição (queda da ditadura e implantação do regime democrático). Dois autores, dois registos importantes de luta e resistência…
Com António, como é conhecido enquanto cartoonista e caricaturista político do Expresso. Um autor muito respeitado, com uma carreira recheada de prémios, muito conhecido sobretudo pelo seu mais célebre cartoon, de 1993, intitulado O Preservativo Papal… A moderação é de Maria Flor Pedroso.
Apareça!


Próxima sessão:
Dia 23 de Novembro, quarta, 21H30
A criação do mundo, de Miguel Torga
Com D. Januário Torgal
Moderação: Maria Flor Pedroso


BMO, Tel. 21.440.63.30 ou ana.jardim@cm-oeiras.pt


Consultar Guião da sessão.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Oficina de Robótica na Biblioteca Municipal de Carnaxide

Porque a brincar também se aprende é o lema da NumbersMania que dinamizou no sábado à tarde, na Biblioteca Municipal de Carnaxide, uma Oficina de Robótica para os mais pequenos. E assim ganharam forma e "vida" piões, guarda-redes e helicópteros. Uma tarde animada que terminou com um concurso de piões.



quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Conversas na Aldeia Global | A Cultura na Vida de Todos os Dias, por Jorge Barreto Xavier

Hoje às 21h30 realiza-se a sessão de Conversas na Aldeia Global com Jorge Barreto Xavier dedicada à sua mais recente obra - A Cultura na vida de todos os dias
No Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras. A moderação é de Vasco Trigo.





segunda-feira, 10 de outubro de 2016

EU Code Week nas Bibliotecas Municipais de Oeiras | 15 a 23 de outubro



A Semana Europeia da Codificação "Code Week 2016", promovida pela Comissão Europeia de 15 a 23 de outubro, pretende chamar a atenção para a importância do desenvolvimento de competências ao nível do raciocínio computacional, através da promoção da organização de atividades divertidas e intuitivas nas bibliotecas, capazes de motivar e cativar os utilizadores para esta área. Mais informações em:
http://codeweek.eu
Ao longo desta semana, as Bibliotecas Municipais de Oeiras associam-se a esta iniciativa através da realização das seguintes atividades:

 

15 de outubro | 14h30 | Biblioteca Municipal de Oeiras

Formação “Como fazer uma aplicação móvel”

Interessado em desenvolver uma aplicação móvel para IOS ou Android? Venha conhecer o processo de desenvolvimento de uma app e quais os maiores desafios e oportunidades. Nesta ação serão apresentadas as principais ferramentas e abordagens utilizadas no desenvolvimento de aplicações móveis. Ação a cargo da Associação Ardózia.

Público: Jovens e Adultos

Informações e inscrições:

Biblioteca Municipal de Oeiras | Telf. 214406340 | Email: multimedia.bmo@cm-oeiras.pt

 

15 de outubro | 15h00 | Biblioteca Municipal de Carnaxide

Oficina de robótica

A construção e programação de robôs visa estimular a criatividade e imaginação. Ajuda a desenvolver o raciocínio lógico, o trabalho de equipa. Ação realizada pela Numbers Mania.

Público: Famílias com crianças dos 6 aos 12 anos

Informações e inscrições:

Biblioteca Municipal de Carnaxide | telf. 210977430 | email: infantil.bmc@cm-oeiras.pt

 

22 de outubro | 15h00 | Biblioteca Municipal de Algés

Oficina “A linguagem da programação”

A linguagem da programação é um novo tipo de literacia para a compreensão do mundo em que vivemos. Esta oficina pretende ser um momento de introdução às linguagens de programação pelas crianças e famílias. Para isso irão ser usados robots de programação através dos quais é possível observar o funcionamento destas novas linguagens. É um momento de aprendizagem mas também muito lúdico. Ação realizada pela Associação Ardózia.

Público: Famílias com crianças dos 6 aos 12 anos

Informações e inscrições:

Biblioteca Municipal de Algés | telf. 210977480 | email: infantil.bma@cm-oeiras.pt

 

15 a 22 de outubro| Biblioteca Municipal de Oeiras, Algés e Carnaxide
Mostra bibliográfica sobre programação e robótica


#codeEU

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

TOP das Bibliotecas Municipais de Oeiras


Fique a conhecer quais os livros mais procurados na Rede de Bibliotecas Municipais de Oeiras em JULHO, AGOSTO E SETEMBRO de 2016*.


1.º Elena Ferrante - A Amiga Genial: Infância e Adolescência


ver este título no catálogo da biblioteca



2.º José Rodrigues dos Santos - As Flores de Lótus













3.º Sveva Casati Mondignani - A Vinha do Anjo













ver este título no catálogo da biblioteca



4.º Clara Ferreira Alves - Pai Nosso













ver este título no catálogo da biblioteca



5.º ELENA FERRANTE - História de Quem Vai e de Quem Fica 













ver este título no catálogo da biblioteca



* Este TOP tem uma actualização trimestral.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Conversas na Aldeia Global - A cultura na vida de todos os dias, por Jorge Barreto Xavier


As Conversas na Aldeia Global, moderadas por Vasco Trigo, regressam na quinta-feira, 13 de outubro, pelas 21h30.
Jorge Barreto Xavier vem ao Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras conversar sobre a sua mais recente obra "A Cultura na Vida de Todos os Dias". O acesso à informação, à educação e à cultura é parte integrante do percurso para a sustentabilidade. A cultura tem um papel preponderante "na vida de todos os dias" como ponte para o conhecimento e para a criação de uma sociedade informada e sustentável. Nas suas diversas formas, é um elemento central dos desafios contemporâneos e elemento necessário (se bem que não suficiente) da construção pessoal e social.
Jorge Barreto Xavier nasceu em Goa em 1965. Licenciou-se em Direito pela Universidade de Lisboa, pós-graduou-se em Gestão das Artes pelo INA e fez o diploma de Estudos Avançados em Ciência Política da Universidade Nova de Lisboa. Tem dedicado a sua atividade profissional às relações entre Cultura, Educação e Sociedade Civil. Entre 2008 e 2010 exerceu o cargo de diretor-geral das artes no Ministério da Cultura. Anteriormente já havia sido Vereador da Câmara Municipal de Oeiras, com os Pelouros da Cultura, Juventude e Defesa do Consumidor (2003/05), tal como também membro do Conselho de Administração do Instituto Português da Juventude (1999/02) e, entre outras funções exercidas, consultor do Ministério da Cultura (2002).
Em 1986 fundou o Clube Português de Artes e Ideias que presidiu até 2002. Em Abril de 2011 começa a colaborar com o Programa Escolhas, do Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural (ACIDI) e em Setembro de 2011 torna-se professor auxiliar convidado do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa, onde ensina Políticas Públicas da Cultura e Gestão das Indústrias Criativas. Em Outubro de 2012 assumiu a responsabilidade governativa de Secretário de Estado da Cultura, missão que exerceu até ao fim do mandato do XIX Governo Constitucional, em Outubro de 2015. Regressou em 2016 ao ISCTE-IUL, para concluir a tese de doutoramento, lecionar, e dirigir o Programa Cultura, Desenvolvimento e Sociedade. Contamos consigo!