segunda-feira, 30 de março de 2015

Conversas na Aldeia Global: A Vida é Sempre Um Valor, por Padre Vitor Feytor Pinto

Na quinta-feira, 16 de abril, pelas 21h30, as Conversas na Aldeia Global contam com a participação do Padre Vítor Feytor Pinto. Tendo como ponto de partida a obra «A Vida é sempre um Valor», virá refletir acerca da atuação da religião em prol da humanização da saúde.

De acordo com os seus depoimentos na entrevista conduzida por Octávio Carmo, «Comprometer a vida é sempre inaceitável. A sociedade atual, preocupada pelo agradável e a felicidade, criou a ideia de sacrificar as vidas inocentes (...). Mas toda a destruição da vida é ilegítima, sempre. A vida humana nunca perde sentido. O sofrimento pessoal ou a angústia pelo sofrimento do outro não retira à vida humana o sentido que tem de reclamar. Necessário é, em cada situação, descobrir o sentido da vida.»

O Padre Vítor Feytor Pinto consagrou-se há muito como figura notável na síntese entre a fé cristã e o mundo atual. Desde muito cedo, esteve envolvido em grandes causas, tendo sido ordenado sacerdote em 10 de julho de 1955. Nos inícios da década de 1980, conclui um mestrado em Bioética e começou a sua longa imersão na Pastoral da Saúde, tendo sido coordenador da Comissão Nacional da Pastoral da Saúde durante 28 anos.

Neste âmbito, a sua ação pauta-se por uma enorme sensibilidade a favor da dignidade e da defesa dos direitos fundamentais de cada ser humano. Em Novembro de 2005 o Santo Padre, o Papa Bento XVI admitiu-o entre os membros da Família Pontifícia, nomeando-o seu capelão, com o título de Monsenhor. É atualmente administrador Paroquial do Campo Grande e tem ainda as responsabilidades de Assistente Diocesano dos Médicos Católicos e da Associação Mundial da Federação dos Médicos Católicos; Assistente Nacional e Diocesano da ACEPS; Coordenador Nacional da Pastoral da Saúde; Membro do Conselho Pontifício para os Profissionais da Saúde e Membro do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida.

Contamos consigo em mais uma Conversa na Aldeia Global moderada por Vasco Trigo!
 


quarta-feira, 18 de março de 2015

Dia Mundial da Poesia - 21 de março

O Dia Mundial da Poesia celebra-se a 21 de março, foi criado na XXX Conferência Geral da UNESCO em 16 de Novembro de 1999. O propósito deste dia é promover a leitura, escrita, publicação e ensino da poesia através do mundo.
Neste dia as Bibliotecas Municipais de Oeiras convidam-no a celebrar este dia participando nas atividades que preparámos para si. Ficamos à sua espera!


terça-feira, 17 de março de 2015

Livros Proibidos - Ciclo de Conversas


É já amanhã a 2ª sessão do projeto Livros Proibidos, edição 2015. O livro em análise será A Brincadeira, de Milan Kundera. Com Zita Seabra. A moderação é de Ricardo Costa.
 
Milan Kundera nasceu em Praga em 1929. Era estudante quando o regime comunista foi estabelecido no seu país. Trabalhou depois como operário, foi músico de jazz e finalmente dedicou-se à literatura. A publicação do seu primeiro romance A Brincadeira (1967) acontece, justamente, nas vésperas da Primavera de Praga. O livro constitui basicamente a história de um reencontro, de uma vingança e de uma "brincadeira" ou provocação traduzida na afirmação "o otimismo é o ópio do género humano! O espírito são tresanda a estupidez! Viva Trotski!" escrita num postal dirigido a uma mulher. O papel acaba nas mãos dos dirigentes do Partido Comunista que o acusam de trotskista, cínico e suberviso. Um retrato crítico e mordaz da imprevisibilidade, brincadeira e equívocos gerados, não só nas relações humanas, mas também na história. Após a invasão de 1968 todos os seus livros foram proibidos e banidos das livrarias e das bibliotecas.
 
Humanista, pensador da liberdade, fragilidade da condição humana e da sua finitude perante os caprichos do devir histórico, os seus livros são obrigatórios como arma de combate a todos os sistemas políticos repressores e fundamentalistas.
 
Informações:
21 4406340/41

quarta-feira, 11 de março de 2015

Workshop de Poesia na Biblioteca Municipal de Oeiras


quarta-feira, 4 de março de 2015

73º Encontro de Diários Gráficos - Urban Sketchers Portugal no Parque dos Poetas