segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Tolerância de ponto no dia de Carnaval

Informamos os Srs. Utilizadores de que por motivo de tolerância de ponto, as Bibliotecas Municipais de Oeiras estarão encerradas ao público no dia 9 de fevereiro de 2016, terça-feira de Carnaval.

Agradecemos a sua compreensão.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Rui Marques na Biblioteca Municipal de Oeiras


As próximas Conversas na Aldeia Global, a realizar na quinta-feira, 04 de fevereiro, pelas 21h30, no Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras, são dedicadas ao tema da migração internacional e da globalização.

Numa altura em que o mundo vive a maior crise  de refugiados desde a II Guerra Mundial, Rui Marques vem apresentar as suas perspetivas em redor da questão Refugiados: que desafios para Portugal e a Europa?

As migrações estão na ordem do dia, em particular associadas ao incremento de conflitos armados e à rápida desestruturação social nos países do Médio Oriente. O êxodo massivo de pessoas que arriscam a vida na esperança de reconstruir um futuro melhor tem gerado vários problemas de ordem política e humanitária. Com o fluxo humano de refugiados para a Europa e contra todas as dificuldades, é necessário elaborar e por em prática políticas de integração. Estas populações são vulneráveis a todas as formas de domínio, como o preconceito, a segregação e a discriminação étnica, cultural ou religiosa.

Rui Marques esteve recentemente no Líbano, para observar no terreno como é utilizada, nos projetos da Cáritas e do Serviço Jesuíta aos Refugiados, a ajuda enviada pelos portugueses para os refugiados sírios que aí tentam escapar da guerra e dos bombardeamentos no outro lado da fronteira.

Ao longo da sua vida esteve envolvido quer em organizações da sociedade civil, em temáticas como a autodeterminação de Timor-Leste (Lusitânia-Expresso e Associação 12 de Novembro) ou a integração de pessoas sem-abrigo (CAIS), quer em funções públicas (Alto-comissário para a Imigração e Diálogo Intercultural e coordenador nacional do Programa Escolhas) ou ainda em atividades empresariais (como a Fórum Estudante ou a Fórum Multimédia). Dirige atualmente o Instituto Padre António Vieira. Recentemente tem animado a Plataforma de Apoio aos Refugiados. Fez estudos em Medicina, Ciências da Comunicação e Sociologia, sendo que hoje se foca na temática dos problemas sociais complexos e de modelos de governação integrada.
Contamos consigo para mais uma Conversa na Aldeia Global moderadas por Vasco Trigo!




terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Grupo de Leitores de Desenvolvimento Pessoal


Desde janeiro deste ano que as Bibliotecas Municipais de  Oeiras passaram a ter um grupo de leitores na área de desenvolvimento pessoal.

Sendo este um dos temas que mais tem sido trabalhado nas últimas décadas a nível mundial, as Bibliotecas de Oeiras, não querendo ficar indiferentes, reforçam a sua atenção no desenvolvimento e estímulo da pessoa através da leitura.

Os livros que serão lidos no âmbito deste grupo aparecem, cada um com a sua intenção-chave, como pontos de uma viagem de crescimento pessoal. Motivação, Espiritualidade, Saúde, Liderança, Emoções, Mental, são algumas das áreas que irão ser faladas durante as sessões.

Os encontros são realizados na Biblioteca Municipal de Carnaxide duas vezes por mês às terças-feiras entre as 19H00 e as 20H30 (exceto em agosto que não se realizam encontros).

Plano de Leituras para 2016

Janeiro [Encontros já aconteceram]
Autor: Robin Sharma

Fevereiro
Autor:  Robert Fisher

Março
Autor:  Ken Robinson
Leitura:  O elemento

Abril
Autor:  Paulo Coelho
Leitura:  O alquimista

Maio
Autor:  Dr. Joseph Murphy

Junho
Autor:  Viktor Frankl

Julho
Autor:  Servan-Schreiber

Agosto: Não há encontro

Setembro
Autor:  Hermann Hesse
Leitura: Siddhartha

Outubro
Autor:  Ernest Hemingway
Leitura: O velho e o mar

Novembro
Autor:  John P. Strelecky
Leitura: O café dos porquês

Dezembro
Autor:  Deepak Chopra
Leitura: A luz e a sombra

As inscrições são obrigatórias.

Para mais informações e inscrições contacte:
César Ferreira
214406330
cesar.ferreira@cm-oeiras.pt

"A Leitura Engrandece a Alma" ~ Voltaire


segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Se eu fosse um livro. Diálogos entre leitores e escritores. Noa Brighenti convida João Tordo. Dia 27 de Janeiro, Quarta-feira, às 21H30



Em Janeiro inicia-se um novo projeto das Bibliotecas Municipais de Oeiras. Trata-se de um ciclo de diálogos entre leitores e escritores. O objetivo é a criação de um espaço e uma nova abordagem em que o protagonista é o leitor e não o escritor. O leitor é desafiado a escolher o escritor da sessão para com ele dialogar, estabelecendo, também, um elo com o público. Este convite é materializado nuam carta cujo conteúdo é da responsabilidade do leitor, em nome do qual, o Munícipio, através das Bibliotecas Municipais, procede ao respetivo envio. Na primeira sessão estará Noa Brighenti, aluna do 8º ano da Escola Secundária Quinta do Marquês. Tem 13 anos e é uma grande leitora. Adora escrever e espera um dia concretizar o sonho de também ela fazer parte da lista de autores da literatura portuguesa. Escolheu como seu intelocutor o escritor João Tordo.
 
No próximo dia 27 de Janeiro, quarta-feira, às 21H30 venha conhecer o mundo infinito, único e irrepetível da nossa leitora e escritor. A moderação é de Pedro Lamares.
 
Informações
214406330

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Filipe Duarte Santos na Biblioteca Municipal de Oeiras

Os desafios e os riscos presentes e futuros decorrentes das alterações climáticas, com o investigador Filipe Duarte Santos, são o tema da Conversa na Aldeia Global desta quinta-feira, 21 de janeiro, pelas 21h30, no Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras. No rescaldo da 21.ª cimeira do clima, que decorreu no final do ano passado em Paris, há questões que importa debater e perceber melhor.
Trata-se de um problema global, progressivo, a médio e longo prazo, e que está a gerar transformações irreversíveis. Constitui um desafio gigante, pois 80% das fontes primárias de energia a nível mundial são combustíveis fósseis, os quais contribuem em grande parte para este problema através das emissões de um gás com efeito de estufa, o dióxido de carbono. Assim, é fundamental que ocorra uma transição energética e que se reforce o uso de energias renováveis. Outro aspeto importante corresponde à necessidade de financiamento dos países menos desenvolvidos e mais vulneráveis à adaptação e mitigação das emissões globais de gases que acentuam as alterações climáticas. Apesar das Nações Unidas tentarem há mais de 20 anos chegar a um acordo universal, legalmente vinculativo e concretizável, ainda não foi possível evitar o risco de alterações climáticas perigosas no futuro.

E será que o acordo obtido em Paris pode ser realmente um instrumento eficaz ?
Filipe Duarte Santos é um cientista português reconhecido internacionalmente como um dos mais reputados especialistas mundiais na investigação das Ciências do Ambiente e Alterações Climáticas. Doutorado em Física Nuclear, pela Universidade de Londres, é Professor do Departamento de Física da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FC-UL), desde 1979, e professor convidado em várias Universidades dos Estados Unidos da América e da Europa.
Contamos consigo em mais um ciclo de conversas moderadas por Vasco Trigo.